3 grandes motivos para um agricultor fazer a rotação de culturas

Tempo de leitura — 10 minutos
O que é rotação de culturas e por que é tão importante fazer isso da maneira certa.
3 grandes motivos para um agricultor fazer a rotação de culturas_Cover_OneSoil Blog
Rotação de culturas é a prática de revezar culturas no mesmo campo ao longo de várias temporadas. Mais precisamente, isso significa alternar entre plantação e alqueive, um campo arado e lavrado que fica sem ser semeado por uma temporada. Ao planejar a rotação de culturas, os agricultores levam diferentes fatores em consideração, como o tipo de solo, a quantidade de precipitação, resíduos de herbicidas e a demanda do mercado pelos produtos agrícolas.
A rotação de culturas funciona de modo diferente de uma região para outra. Por exemplo, a rotação entre soja e milho é perfeita nos Estados Unidos. No entanto, apesar das diferenças regionais, tornar a rotação de culturas uma prática padrão pode trazer benefícios aos agricultores por três motivos.

1° motivo:
proteção contra pragas e doenças

Com a rotação de culturas, você retira os parasitas do seu ambiente habitual, prevenindo, assim, doenças nas plantações. Porém, o contrário também é possível. Se a rotação não for feita corretamente, você poderá infectar sua cultura seguinte com doenças que ocorreram na anterior. Por exemplo, o nematoide de cisto (Heterodera schachtii) que infecta a beterraba açucareira também infecta a colza. Isso quer dizer que os agricultores devem evitar plantar essas culturas no mesmo campo uma após a outra.

Ao planejar a rotação de culturas, lembre-se de considerar os efeitos residuais dos herbicidas usados para tratar culturas anteriores. Por exemplo, o efeito residual das sulfonilureias pode afetar negativamente a beterraba açucareira, ao passo que as triazinas podem prejudicar os brotos de alfafa.

2° motivo:
manutenção da fertilidade do solo

Se você não alternar as culturas, o solo daquele campo inevitavelmente começará a perder os nutrientes de que as plantas precisam para crescer. Isso pode ser evitado através da semeadura de culturas que aumentam a matéria orgânica e o nitrogênio no solo.

Alguns agricultores, por exemplo, plantam legumes para tirar proveito de sua relação simbiótica com bactérias do gênero Rhizobium encontradas no solo. Por quê? Ao entrar em contato com as raízes dos legumes, as bactérias do gênero Rhizobium formam nódulos nos quais convertem nitrogênio em amônia, que a planta usa para crescer. Do mesmo modo, a adubação verde com crucíferas, como a mostarda-branca, restabelece o solo ao liberar substâncias que eliminam o fungo Rhizoctonia solani.

Alternar culturas com diferentes sistemas de raízes também traz benefícios. Plantas com raízes mais longas podem obter nutrientes de camadas mais profundas do solo do que aquelas com raízes mais curtas. Quando alternamos entre esses tipos de culturas, mantemos o solo saudável.

Ainda assim, até mesmo os agricultores que conhecem os benefícios da rotação de culturas acabam por não a colocar em prática. Digamos que o preço do milho esteja alto há vários anos consecutivos. A tentação de plantá-lo ininterruptamente para aproveitar os preços altos é grande. No entanto, em longo prazo, essa prática trará problemas. A fertilidade do solo vai diminuir, e ficará extremamente difícil cultivar qualquer coisa com alto rendimento.
Exceções à regra
Há algumas exceções à essa regra. Uma se refere às monoculturas, que geram grandes colheitas no mesmo campo durante anos. Mas há ainda alguns truques que você deve conhecer. Para reduzir as despesas com fertilizantes e pesticidas, culturas auxiliares podem ser plantadas junto com monoculturas durante uma temporada, como é o caso de agricultores que semeiam alfafa entre as fileiras de milho. Isso ajuda a aumentar o rendimento do milho, pois a alfafa enriquece o solo com nitrogênio.

Exceções à regra
Há algumas exceções à essa regra. Uma se refere às monoculturas, que geram grandes colheitas no mesmo campo durante anos. Mas há ainda alguns truques que você deve conhecer. Para reduzir as despesas com fertilizantes e pesticidas, culturas auxiliares podem ser plantadas junto com monoculturas durante uma temporada, como é o caso de agricultores que semeiam alfafa entre as fileiras de milho. Isso ajuda a aumentar o rendimento do milho, pois a alfafa enriquece o solo com nitrogênio.

3° motivo:
melhores opções de seguro

As seguradoras geralmente levam em conta a rotação de culturas ao determinar as opções de seguro do agricultor. Ao alternar as culturas corretamente, controlar as condições dos cultivos e manter a fertilidade do solo, você aumenta suas chances de ter uma boa colheita. Por sua vez, a probabilidade de ter uma temporada ruim que resulte em perdas tanto para a fazenda quanto para a seguradora diminui. É por isso que as seguradoras veem as fazendas que praticam uma rotação de culturas com competência como parceiras mais confiáveis.

Como planejar a rotação de culturas e salvar os dados com o OneSoil

O recurso de rotação de culturas do OneSoil permite que você salve todas as informações dos seus campos em uma tabela. Você pode editar quaisquer informações. Por exemplo, alterar os limites do campo; adicionar culturas, variedades e híbridos; anotar datas de semeadura; e, criar temporadas. A tabela de rotação de culturas está disponível nas versões móvel e Web do OneSoil para que você tenha as informações sempre ao seu alcance.

O aplicativo Web do OneSoil também pode planejar sua rotação de culturas para a temporada atual e distribuí-las automaticamente. Tudo o que você precisa fazer é selecionar as culturas que deseja plantar e especificar as áreas de plantio. Caso você já tenha inserido dados de cultura para as temporadas anteriores, o OneSoil também levará essas culturas em consideração.

Teste o recurso e deixe seu comentário para nos dizer se gostou.

Lera Matskevich, texto
Dasha Sazanovich, ilustrações
Se você quiser discutir este artigo e compartilhar sua própria experiência, por favor, junte-se ao nosso Telegram e WhatsApp!
Lera Matskevich
Registre a rotação de culturas com o OneSoil
Artigos relacionados
Pessoas, campos e tecnologia
Receba todos os novos artigos diretamente na sua caixa de entrada! Você pode ler até mesmo enquanto estiver em campo.